Aconteceu comigo

» Publicado em 27 agosto 2010 por

Cerazette: Anticoncepcional para quem está amamentando

Eu ia colocar esse post bem antes, mas como não é nada bom, acabei substituindo-o por outros bem mais interessantes. Mas chegou a hora dele. É o seguinte, depois do parto, depois da recuperação e dos 40 dias de espera, você está ansiosa pra namorar com o maridão. Então! Você precisa se prevenir pra não vir logo outro bebezinho, não é mesmo? Minha GO me receitou o anticoncepcional Cerazette, até aí tudo bem, pois sempre tomei AC!

A verdade é que nos primeiros dias já senti os efeitos colateriais como, muito sangramento (detalhe, havia acabado de parar o sangramento natural do pós-parto e já estava feliz da vida), mudança de humor, deprê, vômitos…e no sétimo dia, formigamento nas pernas e braços. Liguei pra mim GO e ela disse pra eu suspender o uso pra ver se os sintomas eram realmente do AC. Nos outros dois dias seguintes ainda tentei continuar, mas não deu mesmo!

Perguntei pra várias amigas que haviam tomado o “bicho” e elas me relataram as reações adversas também, fora muito desapontamento com o tratamento…parei na hora! E no outro dia estava outra pessoa, sem nenhum sintoma.

Bom, não quero aqui assustar ninguém, nem dizer que não tomem, afinal, cada organismo reage de um jeito. O meu não se deu nenhum pouquinho com o Cerazette!

Minha GO me indicou o DIU e até um novo que tem no mercado agora que dura 5 anos. O tal de Mirena, que é um endoceptivo (contracepção endógena), também chamado SIU (Sistema Intra-Uterino), de longa duração, reversível e altamente eficaz. Consiste de uma pequena estrutura em forma de ‘T’ que é inserida dentro do útero e que contém um reservatório de levonorgestrel (LNG). O LNG é um hormônio progestogênico idêntico ao que tem sido utilizado em outros métodos contraceptivos hormonais. Mirena não contêm estrogênios, podendo, portanto ser usado por mulheres que sofrem de intolerância a estes hormônios.


O efeito anticoncepcional e terapêutico de Mirena baseia-se em sua ação local, somente dentro do útero. Essa  é a vantagem que minha GO apontou, pois ele não cai na corrente sanguínea, amenizando os efeitos colaterais que o AC causa.

Outra dica se você quiser aderir ao Mirena, minha GO diz que não coloca mais no consultório, pois o risco de perfurar o útero é enorme, já que os médicos não visualizam, apenas vão pela sensação para introduzir o DIU…ela o coloca como um procedimento cirúrgico utilizando uma câmera para colocar na posição e local exatos.

Por enquanto, vou me previnindo de outras formas, pois não quero demorar muito para ter outro filho, além de ser uma gasto bem considerável, por conta da colocação e o gasto com o próprio Mirena, que está em torno de R$600,00.

Comentários